Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Estadual de Florestas - IEF

Parque Estadual do Pico do Itambé

PDFImprimirE-mail

 LOGO PICO DO ITAMBE faixa branca QR CODE PICO DO ITAMBE   texto-qrcode

 

Fotos

Clique nas imagens para ampliá-las.

Cachoeira da Fumaça faixa branca  DSC 5032 faixa branca  IMG 2774
Cachoeira da Fumaça    Trilha para o Pico do Itambé    Vista Parcial
IMG 6748  faixa branca Parque Estadual do Pico do ITAMBE - Cachoeira da Agua Santa  faixa branca Pico do Itambe jpg
 Trilha para o Pico do Itambé    Cachoeira da Água Santa   Pico do Itambé

 

Dados Gerais:

  • Municípios de abrangência: Santo Antônio do Itambé, Serro e Serra Azul de Minas.
  • Bioma: Mata Atlântica e Cerrado
  • Área: 6.520 ha
  • Criação: Decreto 39.398, 21/01/1998 e Decreto 44.176, 20/2/2005

 

De origem indígena, a palavra “Itambé” significa pedra afiada. Conhecido na região como caixa d’água, pelas várias nascentes que abriga e por ser divisor de duas bacias hidrográficas: Jequitinhonha e Doce, o parque tem como maior destaque o Pico do Itambé, com 2.052 metros de altitude, um dos marcos referenciais do estado e ponto culminante da serra do Espinhaço.

Está localizado na região do Vale do Jequitinhonha e Doce, no complexo da serra do Espinhaço, região central de Minas Gerais. As rochas do local são de composição quartzítica.

A flora é composta por espécies como angico-branco, pau-d’óleo, jacarandá-da-bahia, ipê-amarelo, candeia, amescla, landim, murici, canela-de-ema, sempre-vivas e diversas espécies de orquídeas endêmicas da região. Em 2007, uma nova espécie de bromélia foi descoberta nos paredões rochosos da Cachoeira da Fumaça e, ainda sem alcunha popular, recebeu o nome científico de Orthophytum itambense. Ela possui flores brancas que surgem da parte central da roseta e é composta por folhas em tom avermelhado.

Uma fauna bastante rica relaciona-se com a diversidade da flora e seus recursos hídricos. Entre muitas das espécies, encontradas, destacam-se o tamanduá-de-colete, o lobo-guará, a jaguatirica, a sussuarana e o guigó. Em 2011, pesquisadores identificaram uma nova espécie de anfíbio que foi denominada Crossodactylodes Itambé.

 

Infraestrutura

O parque possui as seguintes estruturas e equipamentos:

  • Sede administrativa na Fazenda São João com: escritórios, residência institucional, centro de manutenção e viveiro de mudas;
  • Casa de hóspedes;
  • Trilhas estruturadas e sinalizadas;
  • Portaria provisória no município de Santo Antônio do Itambé;
  • Abrigo de montanha no Pico do Itambé, comporta 15 pessoas.

 

Horário de Funcionamento         

A visitação acontece de quarta à segunda-feira, das 8h às 17h.

 

Como Chegar

Existem vários caminhos para se acessar o Parque, no entanto o principal, saindo de Belo Horizonte, pegue a MG-010, sentido Serro, até Santo Antônio do Itambé. Pegue a Ladeira Nazaret e siga até a rua Hidelbrando J Ribeiro. De lá, siga a sinalização para o parque.

Através de Capivari: pela rodovia federal BR-259 é possível chegar ao município de Serro, de onde se pode seguir pela estrada para Milho Verde, chegando a Capivari.

Não existe linha ônibus que leva à portaria do Parque, mas existe uma linha da Viação Serro que leva até a cidade de Serro, Santo Antônio do Itambé e Serra Azul de Minas.

localizador Localização

 

Contatos e Endereço

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Endereço: Fazenda São João, s/ número, zona rural, Santo Antônio do Itambé, Minas Gerais, CEP 39160-000.

 

Ingressos e Tarifas

Entrada gratuita.

Para mais informações sobre visitação e uso público acesse a Portaria IEF n º136 de 20/12/2017.

 

Atrativos e Atividades

“Roteiro Formação de Montanhas e Vales”

 - Trilha Pico do Itambé: Para se visitar o Pico do Itambé é necessário agendamento prévio, sendo autorização concedida mediante assinatura do Termo de Responsabilidade. É possível a pernoite no abrigo existente no Pico do Itambé, limitada a 15 visitantes por noite, incluindo guias e carregadores. Já a visita diária é limitada a 50 pessoas incluindo os guias e os carregadores.

Subida por Santo Antônio do Itambé - Percurso de 6.400m em estrada até a casa do Sr. Joaquim Moacir (veículo 4x4), mais 5.848m em trilha a partir da casa do Sr. Joaquim até o topo do pico, percurso total de 12.248m.   Tempo aproximado da trilha é de quatro horas. Grau de dificuldade médio.

Subida por Capivari – Percurso a partir da comunidade de Capivari (Serro), percurso de 13.000m em estrada até o início da trilha, mais 2.350m em trilha até o topo do pico. O tempo aproximado da trilha é de duas horas. Grau de dificuldade alto.

É possível também realizar a travessia de Santo Antônio do Itambé até Capivari ou vice-versa, passando pelo pico.

Horários para a trilha:

Entrada por Santo Antônio do Itambé: Para pernoite: 6h as 14h (a partir da portaria);

Entrada por Santo Antônio do Itambé: Para Visita Diária: 6h as 08h (a partir da portaria).

Entrada por Capivari (Município Serro): Para pernoite: 8h às 14h (a partir da portaria);

Entrada por Capivari (Município Serro): Para Visita Diária: 8h às 10h (a partir da portaria);

OBS: O deslocamento de retorno do topo do Pico deverá ser feito até as 14h.

“Roteiro Tropeiros na Estrada”

  - Trilha dos Tropeiros: A Trilha dos Tropeiros liga o município de Santo Antônio do Itambé à comunidade de Capivari, município de Serro. Essa trilha ainda é bastante utilizada pelas duas comunidades, desde a época dos tropeiros. O percurso pode ser feito através de caminhada, cavalo ou de bicicleta.

Para se visitar a Trilha dos Tropeiros é necessário agendamento prévio, sendo autorização concedida mediante assinatura do Termo de Responsabilidade.

A duração da trilha é de cerca de sete horas e o percurso total é de 11.993 m. Grau de dificuldade: médio a alto.

“Roteiro Conhecendo as Cachoeiras”

 - Cachoeira da Fumaça: Percurso de 450m a partir da propriedade do Sr. Adair em Santo Antônio do Itambé. Esta cachoeira está dentro do Parque, porém sua entrada é pela propriedade do Sr. Adair que não passa pela portaria do Parque. Existe sinalização dentro da cidade de Santo Antônio do Itambé que indica a Cachoeira da Fumaça. Duração de 10 minutos. Grau de dificuldade: baixo

 - Cachoeira do Rio Vermelho: A partir da portaria, há um percurso de 5.300m em estrada, mais 2.876m em trilha saindo da estrada principal. A duração do percurso é de cerca de duas horas. Há pedras escorregadias no acesso à cachoeira. Grau de dificuldade: médio

Cachoeira da Água Santa: A partir da portaria, percurso de 253m em estrada, mais 638m em trilha a partir da estrada principal. A duração do percurso é de 15 minutos. Grau de dificuldade: baixo a médio

 - Cachoeira do Neném: A partir da portaria, percurso de 3.600m em estrada, mais 699m em trilha a partir da estrada principal. Tempo aproximado de 15 minutos. Grau de dificuldade: baixo.

“Travessia Parque Estadual do Pico do Itambé ao Parque Estadual do Rio Preto"

A Travessia do Parque Estadual do Pico do Itambé ao Parque Estadual do Rio Preto é uma travessia de grande beleza cênica e durante a trilha é possível admirar os paredões rochosos do Pico do Itambé de onde surge o córrego da Bica D´Água, uma bela queda d’água. No caminho também está a Cachoeira da Cortina, uma escultura em pedra e água. Daí, chega-se à comunidade de Santa Cruz, Chapada dos Couto e depois Parque Estadual do Rio Preto. A duração total é de 67.598 km. No decorrer da trilha existem três pontos de apoio, sendo: Topo do pico do Itambé, comunidade de Bica d’água e outro dentro do Parque Estadual do Rio Preto. É necessário ter autorização específica ao transpor as áreas dos parques, agendamento prévio para pernoite e assinatura do Termo de responsabilidade. Grau de dificuldade: alto.

 

Orientações

- Menores de 15 anos devem estar sempre acompanhados dos responsáveis; adolescentes entre 15 e 18 anos só podem estar desacompanhados mediante expressa autorização de pais ou responsáveis.

- A melhor época para a visita é de abril a outubro, período da seca. De novembro a março, com chuva, as trilhas podem estar fechadas.

- Normas especificas da UC serão repassadas durante o agendamento.

 

Mapas

Os mapas do plano de manejo estão disponíveis aqui.

 

Plano de Manejo e Conselho

O plano de manejo da unidade de conservação está disponível na Biblioteca SophiA do Sistema Estadual de meio Ambiente (SISEMA).

A unidade possui conselho consultivo. Mais informações clique aqui.

 

Mídias Sociais

facebook Parque-Estadual-Do-Pico-Do-Itambé

IEF|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades